Maria Judite de Carvalho da Costa Reis, é natural de Covas do Douro, Sabrosa, Vila Real, exerceu a sua actividade profissional na função pública, estando actualmente aposentada.

Publicou “POEMAS DA MINHA ANGÚSTIA” em 2011, pela Editora Ecopy, “POEMAS DE AMOR E ANGÚSTIA” em 2011, pela Editora Mosaico de Palavras.

Editou em 2013, o livro infantil “A SEMENTINHA SOU EU” na forma de poesia, edição de autor.

Integrou, em 2011, a Colectânea “ARTE PELA ESCRITA - QUATRO” da Editora Mosaico de Palavras, na forma de poesia, em 2012 a Colectânea “ARTE PELA ESCRITA - CINCO” da Editora Mosaico de Palavras, na forma de prosa, os volumes I, II, III e IV das colectâneas “POÉTICA” Antologias de poesia e prosa poética da Editorial Minerva, de 2012 a 2014, em 2014 a Antologia de Poesia Contemporânea “ENTRE O SONO E O SONHO” volume V, da Chiado Editora e em 2015 a Antologia de Poesia e Prosa -Poética Contemporânea Portuguesa “TEMPLO DE PALAVRAS” nºs 1, 2 e 3 da Editorial Minerva.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

CHORO

Parque Xcaret - México
CHORO

Sim eu choro!
E ninguém ouve  
As minhas lágrimas,
Que caem da minha saudade,
Dum mundo que me negaram,
Da tristeza que me vestiram,
Do amor que me despiram
E de tanto eu ter caminhado
Num mundo tão decepado.

Sim eu choro!
E ninguém ouve
As minhas lágrimas, 
Quando peço um pouco de amor,
De filha, de mãe, 
De amiga e de mulher,
Seja ele de quem for
E venha de onde vier.

Sim eu choro!
Pelas crianças que eu vejo sofrer,
Na espera de crescer.

Sim eu choro!
Pelos idosos sem ninguém
Que esperam por alguém
Que lhe oiça o seu grito,
Sim eu choro!
Choro por mim, choro por ti, 
Pelo amor que é tão negado
Sendo por todos tão desejado. 

Sim eu choro!
E ninguém houve 
As minhas lágrimas…
29-04-2014

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.