Maria Judite de Carvalho é natural de Covas do Douro, Sabrosa, Vila Real.

Publicou POEMAS DA MINHA ANGÚSTIA em 2011, pela Editora Ecopy; POEMAS DE AMOR E ANGÚSTIA em 2011 pela Editora MOSAICO DE PALAVRAS.

Integrou, as Coletâneas ARTE PELA ESCRITA QUATRO, CINCO E SEIS na forma de poesia e prosa.

Editou em 2013, o livro infantil A SEMENTINHA SOU EU na forma de poesia, Edição de autor.

Integrou os volumes I, II, III e IV das coletâneas POÉTICA - da Ed. Minerva - 2012 a 2014.

Integrou em 2014 e 2015, a Antologia de Poesia Contemporânea ENTRE O SONO E O SONHO - Vol. V e VI da Chiado Editora.

Integrou em 2015, a coletânea UTOPIA(S ) da Sinapis Editores.

Integrou o volume I da Antologia de Poesia e Prosa-Poética Contemporânea Portuguesa TEMPLO DE PALAVRAS – I, II, III e IV da Ed. Minerva.

Integrou em 2016 a colectânea TEMPO MÁGICO da Sinapis editores.

Integrou em 2016 a coletânea PARADIGMAS(S) das Edições Colibri.

Integrou a antologia ENIGMA(S) I da Sinapis editores .

Integrou, a antologia ECLÉTICA, I E II com coordenação literária de Célia Cadete e de Ângelo Rodrigues, das Edições COLIBRI.

Em 2017 publicou - PEDAÇOS DO NOSSO CAMINHO - na forma de poesia com fotografias de Jorge Costa Reis



segunda-feira, 1 de maio de 2017

POESIA ADIADA



POESIA  ADIADA

Enquanto navego 
No mar do meu peito,
Vou deixando naufragar
Os meus pensamentos
Transformados em versos,
Que se perdem de mim
Por não encontrarem guarida
E assim permanecem
Sem aplausos e esquecidos
No palco sombrio da vida.

Nessa sombra 
Em que se ocultam,
Ficarão para sempre
Retratados num quadro 
De natureza morta,
Aí viverão no silêncio
Dos ruidos abafados
E eternamente mergulhados 
Nas ondas dum mar imenso,
De um mar calmo, ou encapelado.

Cansada!… 
Cansada eu partirei na noite  
Ao encontro da límpida madrugada,
Que seja verde, florida e humedecida,
Porque sou gaivota sem asas
Que na água se espelha,
Que não voa
E que caminha na sombra, 
Na chuva e no vento,
Com os pensamentos 
Em perfeito desalinho, 
Perdidamente perdida
Com a alma semi acordada,
Ou profundamente adormecida.
21-04-2017
"Reservados os direitos de autor"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.